segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Quem sou eu

Minha fotoSergio Rubim

Florianópolis
Jornalista, documentarista e blogueiro. Comecei a carreira de jornalista como editor de telejornalismo na RBS TV (1979), repórter no jornal O Estado. Fundador dos jornais Afinal (80), Jornal da Fronteira (Uruguay-80/83), Novo Jornal (Florianópolis) e jornal Costa Leste (Florianópolis).
Produzi o documentário Contestado: A Guerra Desconhecida. Editor de Plantão no Diário Catarinense, editor de Polícia, Variedades e sub-editor de Geral. Editor do OktoberZeitung (Blumenau-88), Chefe de redação do Jornal de Santa Catarina. Fundador do jornal Blumenau Urgente. Estou Blogueiro.

sergiorubim@gmail.com

4 comentários:

  1. Caro Sergio Rubim, Em seu novo livro, Venício de Lima opõe os conceitos de liberdade de expressão e liberdade de imprensa, ressaltando que esta última, no sistema capitalista, foi transformada em liberdade de empresa. No prefácio, Fábio Comparato lembra que, por ocasião da independência dos Estados Unidos, James Madison afirmou que um governo democrático, sem uma imprensa controlada pelo povo, seria um prelúdio à farsa, à tragédia, ou a ambas as coisas.
    “No Brasil, a criação do oligopólio empresarial dos meios de comunicação de massa durante o regime militar (1964 a 1985) logrou, de fato, unir a farsa à tragédia. Não foi por outra razão que esse amálgama monstruoso mereceu de um jornal de São Paulo a leviana qualificação de ditabranda”.

    http://entreasentranhas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Minha querida imprensa...
    urubus eletronicos, sempre estão onde há moribundos pelas tragédias da vida e, que , quando queres, resolve, mas sempre deixa escapar, se livre ou forçada vontade, de resolver as coisas que tanto interessaria a classe menos favorecida, não é minha querida imprensa ou melhor dizendo, urubus eletronicos

    ResponderExcluir
  3. Muito bom te rever Canga!
    E te descobrir como "adulto", jornalista, escritor.
    Faz tempo hein?!
    Nosso papos de primos aconteceram em 1968... e não é difícil deixá-los recentes, "o pensamento voa" como dizia o mestre Lupicínio.
    Meu blog é de crônicas, aparentemente mais leves que as tuas, mesmo assim espero a tua visita por lá.
    Um abração!

    ResponderExcluir
  4. Caríssimo Sergio Rubim! Tenho tentado atualizar o link do Cangablog na minha listagem de blogs (Trator Desgovernado), mas a cada vez, o link é automaticamente reencaminhado para um site aparentemente chinês (ou coreano?), de endereço cangablog.com
    Gostaria de saber se você já viu isso e se há uma maneira de contornar esse reenvio automático.
    Obrigada! Abraços!
    Lila

    ResponderExcluir